Fora de Mim - Martha Medeiros

07:00

Martha Medeiros ficou famosa depois que seu livro intitulado Divã ganhou uma versão cinematográfica de mesmo nome, estrelada pela atriz Lilian Cabral. Na época do lançamento do filme, eu não me interessei muito pelo enredo, porém, depois de algum tempo resolvi assistir e não achei lá essas coisas, eu confesso.

Um dia numa ida até a livraria, me deparei com um livro chamado Fora de Mim e além de gamar pela capa, também amei o resumo e resolvi que era hora de dar mais uma chance a tal Martha Medeiros do Divã.



Fora de Mim é um livro rápido, profundo e mais um da lista "Livro que toda mulher deve ler na vida". Nele a gente acompanha a estória de uma mulher que acaba de se separar de seu atual namorado. Esse relacionamento era especial pra ela de várias maneiras, mas digamos que a marcou mais por ter sido o primeiro que ela teve após um longo casamento que culminara com uma separação amigável e sociável.

O que a personagem sem nome não imaginava é que o cara que ela sempre soubera que não era tão apropriado pra ela, a faria tanta falta, mesmo ela sentindo que não dava mais pros dois. É engraçado que ela inicia a narrativa, comparando o fim de um relacionamento a um acidente aéreo e isso, faz a gente pensar muito no quanto a situação de se desvencilhar de alguém com quem a gente sonhou um dia construir um presente e um futuro pode ser tragicamente desgastante, mesmo quando a gente já não acredita tanto na relação.



É engraçado ver os contornos que o livro toma ao longo da leitura. Inicialmente, ele vem como uma estória de desabafo e análise de um relacionamento entre duas pessoas completamente opostas, que conseguiam se sentir bem juntas, mas que tinham problemas quando o relacionamento estava exposto a fatores ambientais e outras pessoas. Daí, a gente vai acompanhando uma série de constatações e reflexões sobre relacionamentos em geral e as expectativas criadas em torno das histórias de amor. 

Da primeira vez que li, lembro que terminei o livro completamente absorvida pelas constatações da personagem principal e confesso que a comparação com a relação que naquele momento eu achava que estava pondo um fim, foi inevitável. Todas as sensações que eu tive estavam ali descritas e confesso que ver a recuperação dela me deu a esperança que eu precisava pra seguir em frente e esquecer o quanto um "fim" por mais programado que seja, sempre é assustador. 


Os grandes amores sucumbem por falência múltipla de órgãos, nunca através de uma tentativa pueril de amar de novo, e menos ainda por vingança "

Voltei a lê-lo recentemente e as constatações e emoções foram outras. Acho bem interessante a gente relê um livro que puxa uma análise e meditação, depois de algum tempo. Isso nos impulsiona a perceber o quanto nossas opiniões mudaram e se a gente realmente conseguiu absorver e praticar as coisas que prometeu que faria. Dessa vez, vi que não tinha conseguido daquela vez dá um basta definitivo nas situações de "amor visceral", mas também percebi que estou mais tranquila quanto as tais despedidas.


Se você gosta de livros sobre amor, relacionamentos e com análises de contextos sentimentais, compre o livro djá!! Porque ele é realmente incrível e conseguem exteriorizar perfeitamente muita coisa que a gente já viveu, tá vivendo e ainda vai viver, ainda mais se você tá na dúvida se põe ou não um fim naquela relação conturbada ou se acabou de se separar de alguém. 



Beijos, 

Laly Oliveira 

You Might Also Like

2 comentários