Jardim de Inverno - Kristin Hannah

07:00

Sabe aqueles livros que te prendem, arrancam seu ar, lágrimas e te fazem meditar sobre a vida por muito tempo?  Parabéns!! Você vai conhecer mais um agora e provavelmente, ao lê-lo vai se sentir tremendamente abençoada (o).



Jardim de Inverno é mais um livro incrível da autora norte americana, Kristin Hannah. Nesse livro, acompanhamos a relação complicada e distante que as irmãs Nina e Meredith tem com Anya, sua mãe.  As meninas tem sua relação familiar completamente centrada em Evan, seu pai, e após alguns desentendimentos deixam a mãe de escanteio, porém, subitamente o pai delas vem a falecer e seu último desejo é que as filhas não deixem a mãe a toa e que as três tentem se entender, apesar das mágoas e incompatibilidade de personalidades.

Meredith, a filha mais velha do casal, sempre foi dedicada a cuidar da família e dos negócios. O pai sempre a teve como braço direito e por isso, ela sempre se sentiu responsável por manter todos bem, mesmo que para isso, precisasse sacrificar sua felicidade. É por causa do temperamento controlador e zeloso, que ela passa a enfrentar algumas dificuldades em seu casamento que pioram depois da morte de seu pai.  Já a irmã mais nova, Nina, gosta de viver a vida de uma maneira livre e sem rodeios. Ela vive a maior parte do tempo viajando pelo mundo, fazendo fotos para revistas e não abre mão de um bom registro fotojornalístico por nada. É por essa paixão exagerada que ela tem por registrar as mazelas sociais, que acabou deixando de participar de importantes momentos familiares, algo que ressente sua irmã.




Após a morte do pai, cada uma das três mulheres, resolve viver o luto a sua maneira. Meredith, passa a cuidar da mãe e dos negócios exageradamente, enquanto Nina volta para a caçada de fortes emoções em meio a países pobre e em conflitos na África. Já a mãe, Anya, começa a agir aparentemente de maneira estranha, como se estivesse entrando em surtos psicóticos, o que deixa a filha mais velha mais preocupada ainda.

Os tais "surtos" que a mãe tem são até que engraçados diante das reações que a Meredith tem e mais ainda com a resposta da mãe as idas ao médico, quando ela simplesmente age como se não tivesse ocorrido nada. Porém, esses surtos, são na verdade, lembranças do passado obscuro de Anya,  enquanto vivia na Rússia, mas para compreender o que está acontecendo com a mãe, tanto Meredith  quanto Nina  só irão conseguir após realizar o verdadeiro último desejo de seu pai: deixar que a mãe conte a estória que embalava as noites das filhas quando crianças, até o final.




Meredith  terá muita dificuldade para lidar com todas as novas emoções que viverá e para conseguir superar a morte do pai e seus problemas pessoais, mal sabe ela que a presença da  mãe e da irmã, serão fundamentais, mas ela reluta em se deixar levar e isso atrapalha e atrasa bastante a estória.  Confesso que fiquei um pouco de saco cheio com os dramas e até falta de empatia dela com algumas coisas da vida, como por exemplo, querer fazer com que a mãe vá viver num abrigo para idosos, alegando ela ser para o "bem" dela.   Nina por outro lado, apesar de ausente da vida familiar, se esforça mais para manter a mãe bem e as memórias da família preservada, tanto que é ela quem faz com que a mãe conte a tal estória que o pai pediu e também é ela quem começa a juntar as peças do quebra cabeça e descobrir os fatos que a mãe escondeu por tantos anos.

Com o inicio das revelações sobre a vida pregressa de Anya  na Rússia e alguns segredos do passado, as irmãs se veem intimamente ligadas a mãe e passam a se esforçar para fazer a relação delas dá certo e isso é realmente sensacional, pois, elas saem em viagem para o Alasca, na tentativa de realizar um grande sonho da mãe e claro, ouvir o final da tal estória misteriosa, porém, além de elucidar todo um passado sofrido, elas também, iniciam a escrita de um futuro sensacional para toda a família.

Jardim de Inverno é um livro incrívelmente bem escrito, com elementos sensacionais que conseguem prender o leitor desde o primeiro capítulo e melhora mais ainda quando chega ao clímax da estória infantil, que na verdade é uma biografia um tanto quanto especial de uma mulher que lutou muito por sua família e ao mesmo tempo, trás um recorte incrível sobre a cidade de Leningrado, atual São Petersburgo, durante a Segunda Guerra Mundial. Admito que é quase impossível não terminar de ler e ir dá uma pesquisada no Google sobre a cidade e como foi o tal cerco que ela sofreu. Uma estória com todos os ares de uma história.


Beijos,

Laly Oliveira

Post Relacionados

4 comentários

  1. Eu tenho muita vontade de ler esse livro!

    bj

    http://nandaaflordapele.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros que me prendem na leitura, já fiquei curiosa para ler.
    Anotei aqui!
    Ah e eu adorei a capa , super linda!

    BeijO :*
    Blog Luanna Ravanelli / Fanpage / Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo... A estória é incrível e prende a gente de cara. Você vai amar!!

      Beijos!!

      Excluir