Fique onde está e então corra - John Boyne

07:00


Em agosto, gravei um vídeo mostrando os livros que tinha ganhado de presente de aniversário e comentei que começaria a ler "Fique onde está e então corra", livro que ganhei de um amigo que acertou super no presente, já que adoro livros que se passam durante a Primeira e Segunda Guerra Mundial (passa lá no blog pra ver...).

O livro não é muito grande e em menos de quatro dias, se você for do tipo que super se empolga, dá pra terminá-lo tranquilamente. Como eu sou do tipo que me empolgo e tava usando todas as horas vagas que dispunha, terminei em três dias.




Em "Fique onde está e então corra", somos apresentados a história de Alfie Summerfield, um garoto inteligente, que vive com seu pai, sua mãe e a avó, num bairro humilde de Londres. Alfie, leva uma vida simples, porém, bem agradável, tem muitos amigos e os vizinhos são pessoas boas, algumas simpáticas e outras nem tanto, mas ninguém insuportável o bastante. Porém, a paz que reinava em sua vidinha tranquila, meio que acaba quando no seu aniversário é declarado o inicio da Primeira Guerra Mundial.

Com a agonia pelo inicio da guerra, poucas pessoas compareceram ao aniversário do menino e as que ali estavam, não escondiam a preocupação com o que estava por vim. Porém, mantinham a esperança e repetiam a fala oficial de que "antes do natal, a guerra haveria de ter um fim"... O problema é que não disseram antes de qual Natal. E assim, quase quatro anos após seu aniversário, Alfie agora com seis anos, se via passando por dificuldades e longe de seu amado pai, que tinha se alistado para servir na guerra.


Basicamente a história se mantém morninha, até o momento em que os vizinhos de Alfie são levados de casa e o menino perde a melhor amiga. Com a partida da melhor amiga violentamente e as dificuldades financeiras que sua mãe vinha enfrentando, o menino passa a trabalhar como engraxate, numa das estações de trem mais movimentadas de Londres. É lá que ele conhece várias pessoas interessante e onde viverá grandes aventuras.

Dentre sua cartela de clientes, está um médico militar que aleatoriamente, passa a frequentar a cadeira do menino semanalmente e, é numa dessas passadas para uma rápida engraxada que após um leve descuido do médio, Alfie descobre o possível paradeiro de seu pai. De imediato o menino quase não acredita no que havia descoberto, mas, como é muito esperto, ele passa a investigar e formula um plano de resgate para tirar o pai do tal hospital e trazê-lo de volta para casa, mas infelizmente, ele terá alguns probleminhas durante a execução do plano e algumas surpresas, como o fato do pai está internado, não por ter problemas físicos, mas sim, mentais.




Um livro emocionante, curioso e muito engraçado, pois, em meio toda a tensão a cerca da guerra, a dificuldade financeira que a família Summerfield enfrenta e ainda a doença do pai de Alfie, há algumas passagens bem divertidas e engraçadas, com falas sinceras e espontânea de um menino muito esperto para sua idade, mas ainda sim, uma criança querendo apenas reconstruir sua família.

Mais uma vez John Boyne consegue arrancar lágrimas quentes e sinceras de seus leitores, com mais um personagem especial e uma história encantadora do início ao fim. Os relatos dos sobreviventes da guerra que se encontram hospitalizados com o pai de Alfie, são um exemplo do quanto bem amarrado esse livro é.

Se você já leu "O Menino do Pijama Listrado" e amou, também vai gostar muito desse, porém, chorará um pouco menos, mas terá tantos aprendizados e reflexões pós leitura quanto com o outro livro, só que com um tema um pouco mais leve.



Beijos, 

Laly Oliveira

You Might Also Like

1 comentários

  1. Hum, bem legal a reseha deu até vontade de ler! Viu procurar viu Mari, bjos

    Espero sua visita
    www.meninadeouro.net

    ResponderExcluir