Como eu era antes de você - Jojo Moyes

07:00

Depois de muito postar fotos pelo Instagram (me sigam!!) e pelo meu Facebook, finalmente venho aqui contar mais sobre o livro que definitivamente mais me arrancou lágrimas nesses últimos tempos.  Acho que vocês também vão se apaixonar por "Como eu era antes de você".


Quando vi esse livro a primeira vez, juro que julguei ele mal. Amei a capa, mas achei que pelo título seria mais algum livro bobo para adolescentes e mega entendiante. Sabe-se lá porque, resolvi ler o resumo e achei relativamente interessante, mas mesmo assim, ainda não tinha me apaixonado, mas como ele tava barato e eu precisava (leitora consumista), de um livro novo, resolvi comprar ele e mais dois da Jojo Moyes. 

Comprei, comecei a ler por acaso e me apaixonei de cara pela história de Loisa Clark e Will Traynor. Sabe aqueles tipos de amores improváveis e que tem finais inesperados, mas tão poéticos e lindos que mesmo sendo infinitamente fora do padrão, faz a gente se apaixonar e viciar? Eles são assim. A história deles é assim e até quem não é romântico, acaba por suspirar com as linhas desse livro.



Acho que nenhum dos comentários que eu li sobre o livro e nem o meu mesmo, podem definir bem o que é "Como eu era antes de você". Não é pelo que acontece no livro, com os personagens, mas sim pelo que cada ação e lição, causa na gente. Não são só os personagens que amadurecem, mudam e aprendem. Nós, leitores, também passamos por essa evolução a cada página.

Eu sou uma das pessoas mais dramáticas e românticas que conheço e normalmente, ficaria chateada ou com raiva do final do romance, por ser improvável e fora dos padrões, mas sei lá... Logo de cara quando comecei a "viver" a história, entendi o motivo do desfecho ser tão difícil e doloroso. Se a gente torcer pra eles ficarem juntos, os dois não serão felizes de verdade. Se a gente torcer pra eles não ficarem, a vida dos dois tomará caminhos diferentes e provavelmente seus desejos se realizem. Confuso? Bastante, mas é por isso que só conhecendo- os para entender porque é uma lição de vida. Quer ver?

"E segurei- o, Will Traynor, ex - rapaz esperto da City de Londres, ex- mergulhador, ex- atleta, viajante, amante. Eu o mantive perto e não disse nada, durante todo o tempo repetindo, silenciosamente, que ele era amado." - Louisa Clark 



Louisa é o tipo de garota que toda mulher foi ou um dia será na vida, nem que seja por pequenas frações de tempo. Todo mundo tem uma fase da vida em que se desencontra e todo mundo precisa de um apoio para voltar a direção certa, crescer e ser feliz. Então, digamos que foi tendo seu mundo virado de ponta cabeça que Louisa Clark encontrou a sua verdadeira direção.

Acontece que a personagem é uma moça de 27 anos que não tinha muitos sonhos. Tava adaptada a uma vida relativamente confortável e não tinha muitas ambições (apesar de ser ambiciosa), em partes, por medo e em outras por falta de incentivo.

Do outro lado, a gente tem Will Traynor, um cara que tinha e sabia tudo o que precisa para alcançar seus sonhos e objetivos. Will, tinha todos os elementos que Lou precisava para sua vida. Era esperto, determinado e não deixava ninguém lhe oprimir. Talvez por ser assim, que enfrentar sua "nova realidade" tenha sido tão difícil. Ele acabou ficando tetraplégico após sofrer um acidente de moto (foi atropelado em um dia chuvoso, enquanto tentava pegar um táxi. Trágico, né?) e esse acontecimento lhe tirou mais que os movimentos, mas a vida perfeita que ele tanto havia lutado para ter.

O livro é quase todo narrado pela visão de Louisa, mas logo você entende que não é só a história de como ela era antes de conhecer Will ou como ele era antes de conhecê-la. A gente vai aprendendo que é como todos os personagens eram antes de um conhecer ao outro. Nele, você vê desde a irmã de Lou passar de uma estudante brilhante a uma mãe dedicada, até a transformação da magistrada e super talentosa mãe de Will, em uma mulher contida e extramente zelosa.  São todas essas transformações que fazem a gente pensar e questionar o rumo que anda dando as nossas vidas. Confesso, que a cada mudança que esses personagens passavam e a cada história de suas vidas que era narrada, eu ia me identificando e refletindo sobre o que poderia mudar na minha vida.

Querem saber de uma coisa? Não tenho como resumi-lo perfeitamente, sem dá um spoiler para vocês e também não tenho como não contá-lo sem induzí-los a comprá-lo ou baixá-lo (tem disponível na net e se vocês não acharem eu tenho a versão digital, tá? Quem quiser é só me mandar um e-mail que mando).  Normalmente, contar sobre um livro e o que ele me causou é fácil, mas com esse é muito difícil, porque envolvem questões sociais, coisas do nosso dia a dia que a gente ignora e nem considera muito. O livro traz temáticas bem interessantes sobre a condição do deficiente físico na sociedade e o como ele se sente diante das ações das pessoas ditas "eficientes".  Por isso, digo que ele é uma lição de amor, doação e superação. Porque Lou luta por Will, pelos direitos de acessibilidade que ele tem e tenta mostrá-lo que há opções de se divertir e viver "radicalmente" estando deficiente. Enquanto isso, Will também dá a Lou novos ares, novos planos e a apresenta a si própria: uma mulher inteligente, bonita, com uma capacidade incrível de lutar pelo que acredita e que precisava apenas de alguém que lhe dissesse: "vc consegue".

Ficou curiosa (o), então, leia logo "Como eu era antes de você", mas não esqueça do lencinho de papel, viu? kkkkkkkkkkkkkkk



Beijos, 


Laly Oliveira 

Post Relacionados

0 comentários